Bruno Cantanhede aka Kid Richards

AS MUSAS DE… KID RICHARDS

Ou és realmente bom, ou és apenas mais um. E eu não quero ser apenas mais um.– Kid Richards


Q&A

INSOMNIA Magazine: Quando começaste a fotografar e qual foi o teu percurso até hoje?
Kid Richards: Comecei a fotografar em película, e com base em diário, em 2011. Em 2014 comecei a fotografar modelos/editorial.

IM: O que procuras transmitir com as tuas imagens?
KR: Uma história. Todas as fotografias têm que ter uma história que as sustente, senão são “apenas” mais uma fotografia. Com uma fotografia guardas o momento para sempre, quer seja uma fotografia de diário, editorial, o que for. É importante essa fotografia contar alguma coisa.

IM: Onde encontras inspiração para as tuas fotografias?
KR: Em todo o lado. Em outras fotografias, nos clássicos e nos contemporâneos, na rua, no dia a dia, num filme, numa música, num livro, num pormenor, numa cor, numa textura.

IM: O que faz uma modelo perfeita?
KR: Ninguém é perfeito. Mas a simplicidade, humildade e simpatia genuína são meio caminho andado para gostar de trabalhar com alguém.

IM: Onde gostarias que a tua arte te levasse?
KR: Daqui a 20 ou 30 anos gostava de ser visto como uma referência, um dos melhores entre os melhores. E vou trabalhar para isso acontecer. Ou és realmente bom, ou és apenas mais um. E eu não quero ser apenas mais um.

AS MUSAS


Bruno Cantanhede aka Kid Richards nasceu em Leiria (Portugal) em 1988. Publicações em revistas: INSOMNIA Magazine, C-Heads Magazine, Self Control Magazine, Nakid Magazine, Concorde Magazine, Sticks and Stones Agency, YAF Magazine, Fashion Grunge, Lo-fi Magazine, Last Daze, Folkr, Le Petit Voyeur, Off The Rails Magazine, 35mm Magazine e Playboy Portugal. Monografias: Sludge Printed Pages (Paperview, 2012), Portraits (Paperview, 2015), Let’s Get Lost Here (Chiado Editora, 2015), 100for10 (100for10, 2017). Exposições: I Can See Through You (Leiria, 2016), Portraits (2016) e Let’s Get Lost Here (2016, Lisboa, Leiria e Porto). kid-richards.tumblr.com

Partilhar na rede